Fevereiro/2013

e vai nascendo o acontecimento… o desenho da experiência.

começo a dançar mais entre o bar e a rua. ainda está frio.

 

Dias 5 e 6.

É encontrar e não procurar. No poema do SIM, o aparecimento e desaparecimento pode ser mais rápido. O nascer do corpo no corpo. a quietude como algo que deixa… que ajuda a deixar…

Não voltar, deixar ir… a diferença entre ir e desenvolver…

Aprender a navegar no desconhecido… saber ouvir e acolher o que aparece…

sol – segredo – estribeiras – boca antes do movimento

foi mais veloz, ir dançar o desenho

aparece a quietude e aparecem os corpos muitos

estrela… ouvir isso…

ouvir a autonomia

porta

coração orienta

vestido de festa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s